Wednesday, January 17, 2007

A análise do Lucho no final da 1ª volta


Há sensivelmente um ano fui ao Dragão ver o Porto-Boavista (1-0) que finalizou a 1ª volta da Superliga da época transacta. O golo de Quaresma garantiu ao F.C.Porto de Adriaanse 6 pontos de avanço sobre o Benfica de Koeman e 10 sobre o Sporting de P.Bento. Esta época a vitória azul e branca obtida no domingo passado nas Aves (0-2) permitiu aos Dragões de Jesualdo Ferreira terminar a 1ª volta, novamente com um confortável avanço, 7 pontos sobre o Sporting (de P.Bento) e 8 sobre o Benfica (de F.Santos). Há um ano atrás faltavam 17 jogos, este ano só faltam 15. Há um ano atrás o Porto iniciou a 2ª volta com uma derrota na Amadora e perdeu 3 pontos para os 2 rivais. Este ano o Porto joga em Leiria, o Benfica no Restelo e o Sporting no Bessa. Uma jornada muito importante e em que os Dragões podem dar um passo muito importante rumo ao bicampeonato sem desperdiçarem pontos ao desbarato como sucedeu no ano passado quando tivemos o Sporting a 2 pontos já na recta final da prova (em Alvalade, Jorginho deu o golpe final no Leão). Por isso há que ganhar em Leiria dia 26 às 20.30h (sptv). Depois ficam a faltar 14 jogos, 6 fora e 8 em casa. O Porto na 2ª volta desloca-se à Luz mas recebe os Leões enquanto no ano passado jogava fora com os 2 rivais. O avanço pontual, o melhor ataque, a melhor defesa e o melhor goleador atestam a superioridade inequívoca do FCPorto. Mas ainda faltam 15 jogos... Tudo isto somado, acho que o FCPorto tem o caminho aberto rumo ao bis mas terá que continuar a existir um pensamento de vitória jogo a jogo. Contra tudo e contra quase todos, como habitualmente..

4 comments:

Jorge said...

Acho que há bos hipóteses de renovação do título mas o caminho até lá é duro e difícil, não podemos embandeirar em arco. Algumas saídas são difíceis e se não houver concentração máxima corremos o risco de nos acontecer algo mau.
Para além disso são todos contra nós, os poderes ocultos inclusivé.

Zé Luís said...

Temo sempre o início das 2ª voltas. É nestas alturas, se se facilitar um bocadinho, que algumas arbitragens emergem de forma escandalosa. Jamais esquecerei Campo Maior (Fevereiro de 2000) e Bruno Paixão. O Porto, então, foi para a pausa de Natal com 7 de avanço sobre o Sporting. Houve muitos jogos seguidos da Liga dos Campeões, semanas a fio, justificava-se o descanso de 12 dias dado por Fernando Santos, mas no reatamento da competição perderam-se pontos no Rio Ave (e Domingos evitou a derrota, chegou a estar 2-0) e na Amadora salvo erro. A 1ª volta acabou com 3 pontos de avanço apenas. E, então, não tardou aquele jogo inacreditável de Campo Maior, o ROUBO DO SÉCULO, do anterior e do novo. Estou sempre desconfiado, já com o Mourinho temi as saídas seguidas a Braga (3-0) e Paços (2-0) a que a equipa respondeu de forma fantástica. Há que ganhar em Leiria, perder pontos jogando primeiro é dar ânimo a quem joga a seguir e a Imprensa a dar eco. Depois, com jogos em casa com Amadora e Naval, há que somar. Chegar ao Chelsea até tlvez com mais vantagem (Sporting não ganha no Bessa) para, então, nada temer.

TONY, Duque do Mucifal said...

bem, vou dar a minha opinião imparcial.
Não concordo com o opinador anterior. O Sporting ganha no Bessa.
Em relação ao Campeonato, penso que não vai diferir muito do anterior, ou seja, o fcp é campeão enquanto em Lisboa se vai discutir o acesso directo á liga dos campeoes. Alias, penso que o 3º lugar já dá acesso directo.
Em termos de Uefa, o Braga vai de certeza. Falta ver quem o acompanha. Eu aposto no Maritimo.
Em termos de descida vai ser tudo muito complicado, mas penso que o Vitória se vai juntar ao outro Vitória. E o Beira Mar dever regressar a esse escalão.
Mas a lógica é uma batata.
Contudo creio que os 3º primeiros lugares serão assim:
1 fcp
2 Sporting
3 slb
Nota: sou adepto e sócio do Sporting mas não sou cego nem alimento fantasias de cafés Delta.
Senão tinhamos de falar do café com leite e se calhar já não interessava ao "zé luis"

fvaz said...

O FC Porto este ano entra de férias em Fevereiro. Afastado da Liga pelo Chelsea e da Taça pelo Atlético e com um avanço confortável na Liga que lhe garante o título.